Viver.

Não vou sobreviver à faculdade, vou vivê-la. Da melhor forma que eu conseguir. Se não a mais intensa, regada à festas, bebida, garotos ou garotas, ao menos será a mais especial. Aqueles anos em que eu finalmente farei o que escolhi pra mim, pra toda uma vida. E eu amo isso.

Me acostumei a encarar as diferenças de classe social como algo que simplesmente está ali, mas que não impõe barreira alguma entre eu e eles. Vi que há pessoas como eu, dando duro pra estudar, sabendo que não poderiam arcar com sequer um mês daquela faculdade. Financeiramente falando, é claro. Eu tenho a obrigação de ser melhor, pra me manter ali. E eu serei, darei o meu melhor. No fim das contas, eu amo muito tudo isso.

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: